Pular para conteúdo Pular para barra lateral Pular para rodapé

Bastidores: Paris em clima de Olimpíadas

Faltando poucos dias para abertura dos Jogos Olímpicos de Paris, estivemos passeando pelas suas ruas e presenciando as mudanças com os preparativos. A Cidade Luz vive momentos contraditórios. Se por um lado a grande quantidade de obras na cidade tumultua e aborrece o parisiense, por outro lado, observamos a massa de turistas, deslumbrados.

Andando de um lado para outro, tirando fotos, selfies, sorrindo, se divertindo e enchendo todos os pontos turísticos, bloqueados ou não, com tapumes ou não, com arquibancadas ou não, fazendo o que vieram fazer: turismo. Esse passeio segue sem descanso, visitando os monumentos, os pontos tradicionais, mesmo que um pouco distantes, mesmo que cobertas de tapumes, andando pelas ruas apreciando toda a beleza arquitetônica da cidade e degustando toda culinária francesa, com seus doces, seus pães e seus pratos típicos.

Publicidade

Eu sei disso… Nós também fizemos assim!

Você conhece o canal da Agência RTI Esporte no Youtube? Clique e se inscreva!

Alguns pontos turísticos principais estão fechados para obras, como o Campo de Marte na Torre Eiffel, o Trocadero, a Ponte Alexandre III, o Gran Palais, o Obelisco de Louxor na Praça de La Concorde, entre a Avenida dês Champs Élysées e o parque Tuileries, assim como parte da própria Avenida dês Champs Élysées. Em muitos desses lugares estão sendo levantadas arquibancadas, juntamente com as vias de trânsito bloqueadas, ocasionando transtornos como os engarrafamentos e dificuldades de locomoção.

Entretanto, isso nada parece incomodar o vai e vem dos turistas, dos mais diversos pontos do mundo, que seguem seu fluxo de passeio. É um grande festival de línguas, sotaques e busca dos melhores pontos, para as melhores fotos. Pessoas de diversos lugares do mundo são observadas, como, chineses, Indianos, muitos brasileiros, alemães e diversos europeus, americanos e é claro, muitos franceses, que obviamente não estão no dia a dia e estão passeando e aproveitando a bela Paris.

Esses turistas encaram tudo com humor e espírito olímpico. A alegria, felicidade de estar ali, fazendo seus registros fotográficos num movimento de massa é algo muito interessante de observar. A impressão que se tem, é que nem prestam atenção no trânsito, nos bloqueios. Apenas levantam a vista e olham a Torre Eiffel, observam um pouco mais distante e veem o obelisco e passeiam na Avenida dês Champs Élysées, sem carros.

Olham o Petit Palais, que está aberto, e virando para o outro lado, veem o Gran Palais, fechado, mas podendo apreciar o enorme prédio e sua arquitetura. Quando você anda em Paris, e se anda muito, o deslumbre também são com as construções, e não apenas com os pontos turísticos. A cidade vive um ar de olimpíada e de pré-olimpíada, que todo lugar que já viveu a experiência conhece. Alguns transtornos, até algumas bagunças, mas já vislumbrando o que virá.

Porém alguns pontos positivos já são observados, como uma segurança bem reforçada. Para onde se olha se encontra o famoso gendarme, militar encarregado da realização de funções de polícia no âmbito da população civil, observando tudo, com a maior tranquilidade e educação. A abertura das Olimpíadas está programada para acontecer no rio Sena. Pela primeira vez, não será realizada em um estádio.

Siga a Agência RTI Esporte também no InstagramFacebook e Twitter.

Os ensaios e a colocação dos anéis olímpicos na Torre Eiffel, já andaram causando frenesis. O povo nas ruas vai acompanhando essas ocasiões e já vai sendo induzido pelo famoso espírito olímpico. A previsão é que mais de 90 barcos, na abertura, desfilarão pelo rio, com as delegações. Isso explica a quantidade de arquibancadas sendo montadas nas pontes principais e em alguns lugares estratégicos ao longo do Rio Sena. Olhando os lugares, ficamos com a sensação que realmente será algo bem diferente, grande e muito bonito para se presenciar.

Andando por Paris, e vendo todas as obras que estão sendo realizadas. Espalhadas em diversos pontos, muitos deles históricos, entendemos o tamanho da olimpíada que Paris quer proporcionar. Muitos dos futuros locais de competições serão emoldurados com as imagens dos monumentos históricos da cidade. Dando um brilho extra, ainda mais especial, para um evento que já tem seu próprio brilho.

(*) O jornalista Fernando Eduardo Lemos Vieira escreveu à convite da VQV Entretenimento, parceira da Agência RTI Esporte, líder no ramo de eventos.

Publicidade
plugins premium WordPress Copy Protected by Tech Tips's CopyProtect Wordpress Blogs.