Pular para conteúdo Pular para barra lateral Pular para rodapé

Copa América: conheça os estádios da edição de 2024

Em torno de R$ 3 trilhões foram investidos na Copa América de 2024 nos Estados Unidos, sobretudo para a construção e reforma de estádios. Ao todo, 14 estádios receberão as 32 partidas da edição, que começa no dia 20 de junho, em duelo entre Argentina contra Canadá ou Trinidad e Tobago, no Mercedes-Benz Stadium, em Atlanta.

Veja os 14 estádios da Copa América de 2024:
Allegiant Stadium: Las Vegas, Nevada

Antes de mais nada, o Allegiant Stadium fica na região oeste dos Estados Unidos. Desde 2020, o local é utilizado em jogos do Las Vegas Raiders da NFL. Além disso, também é a casa do time de futebol americano da Universidade de Nevada.

Publicidade

AEG Presents, uma das maiores empresas do mundo de eventos de música e entretenimento, é responsável pela gestão. O estádio tem capacidade para 65 mil torcedores e foi inaugurado em 2020. A obra custou US$ 1,8 bilhão (R$ 8,7 bilhões, na cotação atual).

AT&T Stadium: Arlington, Texas

A AT&T, maior companhia de telecomunicações dos Estados Unidos, é responsável pela gestão do estádio. Localizado no subúrbio de Dallas, o estádio tem capacidade para 111 mil espectadores.

Além de ser a casa do Dallas Cowboys da NFL, o local já foi palco de partidas do NBA All-Star Game e da NCAA (Campeonato de Basquete Universitário). Além disso, abrigou jogos da Copa Ouro de 2009 a 2015. Sua construção custou US$ 1,3 bilhão (R$ 6,3 bilhões, na cotação atual).

Bank of America Stadium: Charlotte, North Carolina

Antes de tudo, o Bank of America é a maior instituição financeira dos Estados Unidos. A empresa arrematou os naming rights do estádio em 1994. Desde então, o estádio é a casa do Carolina Panthers da NFL e do Charlotte FC da MLS.

Além disso, o local também é usado para eventos musicais. Em 1996, por exemplo, fez um megashow na arena. Com capacidade para 73.778 pessoas, o estádio começou a ser construído em 1993. Foi inaugurado, posteriormente, em 1996. 

Children’s Mercy Park: Kansas City, Kansas

A Livestrong, fundação criada pelo ciclista Lance Armstrong na luta contra o cancro, tem o nome estampado no estádio desde 2011. O acordo prevê que parte da receita de bilheteria de todos os jogos seja revertida para a instituição. Além disso, é proibido fumar no local.

O estádio é a casa do Sporting Kansas City na MLS. A arena tem capacidade para 18.500 pessoas, mas pode ser expandida para 25 mil em shows. A princípio, a construção custou US$ 70 milhões (R$ 341 milhões, na cotação atual).

Exploria Stadium: Orlando, Flórida

A Exploria, um dos maiores resorts do mundo, adquiriu os naming right do estádio em 2019.  O local, antes de mais nada, é palco dos jogos do Orlando City e do Orlando Pride. Fica localizado na região central da cidade que fica na Flórida.

Com capacidade para 25.500 torcedores, o estádio foi construído em 2014. O clube conseguiu financiar a obra com recursos que vieram da iniciativa privada. Vale ressaltar que o primeiro gol do estádio foi marcado pelo pentacampeão Kaká, ex-Milan e Real Madrid, ídolo do clube.

GEHA Field at Arrowhead Stadium: Kansas City, Missouri

O Arrowhead Stadium, antes de mais nada, é um dos maiores complexos esportivos dos Estados Unidos. Recentemente, os gestores investiram US$ 850 milhões (R$ 4,1 bilhões, na cotação atual) na instalação de sistema de controle climático.

É a casa do Kansas City Chiefs da NFL. Além disso, recebe os principais jogos do Sporting Kansas City na MLS. Com capacidade para 76.416 pessoas, a obra do estádio custou US$ 43 milhões (R$ 210 milhões, na cotação atual).

Hard Rock Stadium: Miami Gardens, Flórida

Inaugurado em 1987, o Hard Rock Stadium é uma das praças esportivas mais importantes dos Estados Unidos. O estádio já recebeu seis vezes o Super Bowl: 1989, 1995, 1999, 2007, 2010 e 2020. Além de duas World Series, a final do baseball, em 1997 e 2003.

Além disso, foi a casa do Miami Dolphins da NFL e Miami Marlins da MLB de 1993 a 2011. No ano passado, o local foi utilizado como padoque no Grande Prêmio de Miami de F1. O estádio, um dos principais dos Estados Unidos, tem capacidade para 64.767 torcedores.

Levi’s Stadium: Santa Clara, Califórnia

O Levi’s Stadium, antes de tudo, foi construído em 2014. Desde então, tornou-se a casa do San Francisco 49ers da NFL e do San Jose Earthquakes da MLS. Além disso, o estádio custou US$ 1,3 bilhão (R$ 6,3 bilhões, na cotação atual).

Com capacidade para 75 mil espectadores, o local foi sede do Super Bowl 50 em 2016. Depois disso, também foi utilizado em jogos da NHL, FHB (Fight Hunger Bowl) e do Pec-12 Championship Game (futebol americano universitário).

Mercedes-Benz Stadium: Atlanta, Georgia

Palco da estreia da Copa do Mundo 2024, o Merecedes-Benz Stadium fica na região sul dos Estados Unidos. O local serve como casa do Atlanta Falcons da NFL e o Atlanta United da MLS. O estádio custou US$ 1,6 bilhão (R$ 7,8 bilhões, na cotação atual).

Com capacidade para 71 mil torcedores, o luxuoso estádio possui um teto retrátil em formato de cata-vento e uma parede de vidro que se abre com o teto para permitir a entrada de ar fresco durante as partidas.

MetLife Stadium: East Rutherford, New Jersey

O MetLife Stadium é administrado por uma companhia de seguros que adquiriu os direitos para nome do estádio em 2010. Desde então, tornou-se a casa do New York Jets e do New York Giants na NFL.

Com capacidade para 82.500 torcedores, o estádio possui 10 mil assentos de clube e 220 suítes de alto luxo. O local tem gramado artificial. Sua construção custou US$ 1,6 bilhão (R$ 7,8 bilhões, na cotação atual).

NRG Stadium: Houston, Texas

O NGR Stadium é controlado pela Reliant Energy, uma das maiores companhias elétricas dos Estados Unidos desde 2014. É um dos estádios mais modernos do país, coberto, climatizado e com capacidade para 80 mil expectadores.

O estádio é a casa do Houston Texans da NFL. Além disso, o local recebe com frequência jogos de futebol das seleções dos Estados Unidos e México. Sua construção custou US$ 353 milhões (R$ 2 bilhões, na cotação atual).

Q2 Stadium: Austin, Texas

A Q2 é a maior empresa de tecnologia da informação dos Estados Unidos. A multinacional, com sede em países da América do Sul, Ásia, Europa e Oceania, é a gestora do estádio desde sua construção em 2021.

O estádio é a casa do Austin FC da MLS. O Q2, aliás, é o único estádio norte-americano dedicado ao futebol. Tem 20.500 lugares. A construção custou US$ 240 milhões (R$ 1,2 bilhão, na cotação atual).

SoFi Stadium: Inglewood, California

A Copa América de 2024 servirá como evento-teste para dois eventos esportivos que serão realizados em Los Angeles: a Copa do Mundo de 2026 e os Jogos Olímpicos de 2028. O estádio tem capacidade para 70 mil pessoas.

Inaugurado em 2020, o local serve como palco para a partidas do Los Angeles Ram e Los Angeles Chargers da NFL. Além disso, o estádio também é utilizado em jogos do Chivas USA da MLS.

State Farm Stadium: Glendale, Arizona

O State Farm Stadium foi inaugurado em 2006. O custo estimado da obra foi de US$ 455 milhões (R$ 2,2 bilhões, na cotação atual). A empresa Arizona Sports and Tourism Authority é responsável pela administração do estádio.

Em 2018, a State Farm Insurance, um dos principais grupos de seguros e fundo de investimentos dos Estados Unidos, adquiriu os naming rights. O local recebe os jogos do Arizona Cardinals da NFL.

ASSISTA A ENTREVISTA DE MÁRIO ALEXANDER NO RTI ESPORTE!

Publicidade
plugins premium WordPress Copy Protected by Tech Tips's CopyProtect Wordpress Blogs.