Pular para conteúdo Pular para barra lateral Pular para rodapé

Douglas Costa: Conheça histórico de lesões do jogador

O atacante Douglas Costa foi substituído pelo técnico Fernando Diniz aos 40 minutos do primeiro tempo, no clássico com o Botafogo. A mudança foi necessária após o jogador reclamar de dores na altura da coxa direita. Além disso,  Sem Douglas Costa em campo, o Fluminense acabou derrotado por 4×2 para o Botafogo pela 11ª rodada do Campeonato Carioca.

Vale lembrar que com 33 anos, o jogador sempre foi muito questionado pelo grande histórico de lesões. Afinal de contas, o atleta já teve 24 problemas constatados, que o obrigaram a ficar fora de campo. Por último, o jogador sofreu lesão na parte anterior da coxa direita. O Fluminense comunicou que Douglas Costa já iniciou o trabalho de recuperação, mas não informou o prazo para a volta.

Publicidade
Lesões na carreira

Em primeiro lugar, Douglas Costa defendeu o LA Galaxy da MLS nas temporadas de 2022 e 2023, pela equipe ele atuou em 51 jogos e marcou 8 gols dando 8 assistências. Mas atravessou alguns problemas na equipe Norte Americana.

Nesse ínterim, pelo clube entre março e setembro de 2023 ele sofreu com lesão no gémeo (músculos superficiais localizado no compartimento posterior da perna), lesão no ombro e lesão muscular que o afastaram dos gramados por 87 dias.

Revelado pelo Grêmio em 2008, Douglas Costa é chamado de raio pela sua velocidade. A habilidade em campo e o grande poder de decisão fizeram com que o futebol europeu logo observasse as suas qualidades. Desse jeito, ele deixou o futebol gaúcho para atuar pelo Shakhtar Donetsk da Ucrânia. Pela negociação, a equipe ucraniana desembolsou a quantia de 8 milhões de euros.

Na Europa, a sua primeira lesão apareceu em 2010 com uma lesão muscular que o tirou dos gramados por 14 dias. Atuando no futebol alemão, com a camisa do Bayern de Münichen entre os anos de 2015 e 2017 e depois em 2020, Douglas Costa conquistou muitos títulos. Entre esses o Mundial de Clubes de 2020, mas também acumulou lesões como traumatismo no pé, lesão na coxa, lesão no joelho somando mais de 150 dias de afastamento.

Histórico de lesões do atacante Douglas Costa
Arte: CTC Marketing
Lesão na Copa do Mundo de 2018

É importante lembrar para o torcedor do Fluminense que não é hoje que a parte física atrapalha a carreira de Douglas Costa. Vale lembrar que ele disputou a Copa do Mundo de 2018, mas atuou apenas em duas partidas. Isso porque, foi destaque na vitória diante da Costa Rica mas acabou se lesionando n músculo posterior da coxa direita. Douglas Costa voltou a treinar 11 dias depois e foi relacionado para o confronto das quartas de final diante da Bélgica, quando o Brasil acabou eliminado.

Com pouco mais de três temporadas pela Juventus da Itália, Douglas Costa teve uma passagem vitoriosa pelo futebol local. Na Itália ele conquistou 3 vezes o campeonato nacional, venceu a Copa da Itália e a Supercopa da Itália. Mas conviveu com muitas lesões. Para se ter noção foram mais 10 problemas físicos que somaram 451 dias de afastamento.

Não é segredo para ninguém que o jogador que até o momento teve uma carreira vencedora poderia ter ainda mais sucesso, principalmente com a camisa da seleção brasileira. Um ponto que preocupa a direção do Fluminense é o longo prazo que Douglas Costa normalmente necessita para voltar aos gramados. É preciso reforçar que o jogador chegou para ser opção no elenco mas conta com a confiança do técnico Fernando Diniz para atuar como opção de Jhon Arias que tem acmulado convocações para a seleção da Colômbia.

Publicidade
plugins premium WordPress Copy Protected by Tech Tips's CopyProtect Wordpress Blogs.