Pular para conteúdo Pular para barra lateral Pular para rodapé

Ex-Vasco: Adilson Batista deixa o Amazonas e acerta com o Cruzeiro

Depois de oito partidas, o técnico Adilson Batista deixou o comando do Amazonas para assumir o cargo de gerente  da base do Cruzeiro. O último jogo no comando da equipe da segunda divisão do Campeonato Brasileiro foi na derrota por 1 a 0 para o Flamengo, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil.

Adilson foi jogador do Cruzeiro, onde venceu duas Supercopas Libertadores em 1992 e 1993. Depois disso, foi treinador da equipe em duas oportunidades, quando venceu o Campeonato Mineiro em 2008 e 2009. Contudo, o treinador viveu o trauma de ser vice-campeão da Libertadores da América em 2009.

Publicidade
Você conhece o canal da Agência RTI Esporte no Youtube? Clique e se inscreva!

Adilson retornou ao clube em 2019 no pior momento da história do Cruzeiro. Na ocasião ele comandou a equipe nas últimas três rodadas do Campeonato Brasileiro quando time mineiro foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. Adilson seguiu no ano seguinte mas foi demitido depois de 12 partidas.

Passagem pelo Vasco

Adilson Batista acertou com o Vasco na reta final do Campeonato Brasileiro de 2013, quando o time vivia situação delicada na tabela de classificação. Depois de seis jogos, o Vasco acabou rebaixado para a segunda divisão. Mesmo assim, Adilson foi mantido pelo presidente Roberto Dinamite. Na temporada seguinte, o treinador fez parte da campanha do retorno para a primeira divisão. Ele pediu demissão em agosto de 2014, após uma derrota por 5 a 0 para o Avaí, em São Januário. Naquela temporada, o treinador comandou o time em 45 jogos e conquistou 21 vitórias.

Capitão américa

Adilson Batista iniciou a carreira de jogador no Ahtletico-PR, em 1986. O então zagueiro se transferiu para o Cruzeiro, onde permaneceu entre 1989 e 1992. Depois disso, ainda defendeu o Internacional e Atlético-MG. Adilson chegou no Grêmio em 1995. Pelo clube ele conquistou A Copa Libertadores da América de 1995, a Recopa Sul-Americana e o Campeonato Brasileiro de 1996. Além disso, ele também conquistou o Campeonato Gaúcho em 1995 e 1996.

Assim, Adilson Batista ainda defendeu o Júbilo Iwata do Japão entre 1998 e 1999, e se transferiu para o Corinthians, no ano 2000. Pela equipe paulista, o zagueiro conquistou o inédito título de Campeão do Mundo da FIFA. A conquista veio dentro do Maracanã lotado diante do Vasco da Gama, nas cobranças de pênaltis.

Siga a Agência RTI Esporte também no InstagramFacebook e Twitter.

 

Publicidade
plugins premium WordPress Copy Protected by Tech Tips's CopyProtect Wordpress Blogs.