Pular para conteúdo Pular para barra lateral Pular para rodapé

Finazzi cita passagem marcante pelo Corinthians e sonho de ser treinador da Seleção Brasileira

O ex-atacante Finazzi teve uma vitoriosa carreira no futebol brasileiro, mas o momento em que mais ficou marcado foi durante a sua passagem pelo Corinthians, entre os anos de 2007 e 20080. Em entrevista ao canal “RTI Esporte”, no YouTube,  o ex-jogador lembrou dos momentos que passou no clube, mas também destacou que viveu boa fase em outras equipes.

“Tem alguns clubes que passei que tem um peso grande, mas claro que o Corinthians é uma marca muito grande na minha carreira. Peguei uma fase muito difícil no clube, mas tenho uma média alta em oportunidades de gol convertidas. Fui artilheiro do Campeonato Paulista pelo América-SP, depois campeão da Copa do Brasil pelo Paulista de Jundiaí… então tive passagens importantes por outros clubes também”, afirmou Finazzi, que também recebeu proposta do Flamengo.

Publicidade

“Chegou até mim uma oferta do Flamengo para o ano de 2006, mas era um período que o futebol carioca estava vivendo um momento de atraso de salários. O Fortaleza me fez uma proposta semelhante a do Flamengo e acabei indo para lá. Jogaria no Fortaleza mais dez vezes, mas considero um erro ter recusado o Flamengo. Seria muito legal para a minha carreira ter defendido Corinthians e Flamengo”, completou.

Finazzi mira comando da Seleção Brasileira

Agora como treinador, Alexandre Finazzi tenta também trilhar um caminho positivo para buscar o sucesso que teve dentro das quatro linhas. Questionado sobre o seu principal objetivo como técnico, Ele afirmou que gostaria de treinar a Seleção Brasileira.

“Eu tenho sonho de chegar à Seleção Brasileira, mas, para isso, preciso de uma carreira vitoriosa. Isso tudo depende do mercado, que é muito difícil. Parei de jogar em 2014, tentei voltar como treinador, mas tive dificuldade e fiquei afastado um tempo. Em 2019 voltei e passei a fazer os cursos da CBF. Eu joguei com o goleiro Walter, no Corinthians, e conversei com ele para uma oportunidade. Assim fui para o Corinthians, com o Fábio Carille. A diretoria me abriu as portas”, afirmou Finazzil, que ficou no clube muito mais tempo do que esperava.

“O Corinthians liberou quatro dias para estágio, mas criei uma relação tão legal com o Carille, que acabei ficando quatro meses. Isso foi bem legal e muito bom pra mim. Saí já que fui fazer um curso da CBF e, durante o meu curso, o Carille acabou sendo desligado do clube”, concluiu.

Na carreira como treinador, Finazzi começou em 2020, no Goianésia, tendo encerrado um jejum de 20 anos sem vitória sobre o Vila Nova. O treinador ainda tem passagens por Itumbiara, Castanhal, Costa Rica EC e Tapajós.

ASSISTA A ENTREVISTA DE ALEXANDRE FINAZZI NO RTI ESPORTE!

Publicidade
plugins premium WordPress Copy Protected by Tech Tips's CopyProtect Wordpress Blogs.