Pular para conteúdo Pular para barra lateral Pular para rodapé

Botafogo: John Textor é convidado para depor na CPI da manipulação de resultados

Antes de mais nada, John Textor foi convidado para depor na próxima segunda-feira(22), na CPI da manipulação de resultados, em Brasília. A comissão inicia o trabalho efetivamente no começo da próxima semana e o dono da SAF do Botafogo foi escolhido pelo presidente da CPI, Jorge Kajuru para ser o primeiro ouvido pelos senadores.

A CPI ganhou força no senado após as declarações do norte-americano sobre as suspeitas de manipulação de resultado na primeira divisão do futebol brasileiro. O empresário diz ter provas concretas que o Palmeiras vem sendo beneficiado nos últimos dois anos por um grande esquema de manipulação.

Publicidade

“Tomara que ele aceite para que não seja convocado via Policia Federal. Estou confiando que ele tenha realmente bala na agulha, porque ele falou coisas absurdas. Por exemplo colocando dois times históricos no meio do balaio, São Paulo e Palmeiras. Cinco jogadores do São Paulo teriam recebido propina, se venderam naquele resultado de 5 a 0 do Palmeiras, no Campeonato Brasileiro da Série A”, disse o Senador Jorge Kajuru.

John Textor pode ser banido do futebol

Presidente da CPI, Jorge Kajuru terá o senador Romário como relator. Os senadores esperam receber todas as provas de John Textor na próxima segunda-feira. Internamente os senadores entendem que qualquer envolvido no esquema de manipualção de resultado deve ser punido com a pena máxima. Ou seja, com banimento do futebol.

“Ele tem que ter bala na agulha. Ele não pode ser chamado de fanfarrão, como foi pela presidente do Palmeiras, Leila. Porque senão ele é que vai ser banido do futebol brasileiro se ele não apresentar provar, gravações, algo concreto sobre o que ele falou até agora”, afirmou o senador que seguiu argumentando.

“A condenação que eu ofereci e obtive a unanimidade dos meus companheiros Romário,  Girão e Portinho é que aquele que for comprovadamente responsável por um crime, seja jogador, árbitro, quem for, corruptor ou corrupto, que ele não seja suspenso por 120 dias. Mas que ele seja banido do futebol, que ele procure uma outra profissão”, encerrou o Jorge Kajuru.

A CBF tem posse de relatório que apontaria a suspeita de manipulação de resultado em 109 jogos das principais divisões do futebol brasileiro. Entre elas, partidas da segunda divisão nacional.

Publicidade
plugins premium WordPress Copy Protected by Tech Tips's CopyProtect Wordpress Blogs.